Notícias

Tudo sobre o mundo dos imóveis

Inflação

A inflação na Zona Euro caiu, em Junho, para 0,2%, enquanto no conjunto da União Europeia os preços oscilaram ainda menos. A inflação na União Europeia situou-se em Junho nos 0,1%. Grécia e Chipre são os países onde os preços mais caíram. Portugal tem dos maiores valores.

Desde que o BCE avançou, em Março, com o programa de expansão monetária, através de uma compra mais alargada de activos, que a inflação não voltou a valores negativos. O último mês em que a evolução dos preços registou um valor negativo na Zona Euro e na União Europeia foi em Março. Nos meses meses seguintes – Abril e Maio – recuperou e subiu. Mas a subida foi invertida no mês de Junho.

De acordo com os dados divulgados esta quinta-feira, 16 de Julho, pelo Eurostat, a inflação da Zona Euro em Junho fixou-se nos 0,2%, o que compara com os 0,3% de Maio. E na União Europeia a inflação no sexto mês do ano foi de 0,1%, o que compara com os 0,3% de Maio.

Grécia e Chipre são os países com deflações maiores. Chipre registou, em Junho, uma queda nos preços de 2,1%, enquanto a descida na Grécia atingiu os 1,1%. Os preços estão a cair na Grécia desde Fevereiro de 2013.

Pelo contrário, no lado dos países que viram os preços crescerem, Portugal é dos que mais inflação registou em Junho. Este indicador fixou-se em 0,8%, atrás da Noruega com 2,6%, Malta com 1,1%, Áustria com 1% e República Checa e Bélgica com inflações de 0,9%.

Em comparação com o mês anterior, a inflação anual caiu em 13 estados-membros, mantendo-se estável em sete e aumentando em oito, segundo o Eurostat.

A pressionar a descida continuam os preços da energia, contrariados pelas subidas nos restaurantes e cafés.

Fonte: Jornal de Negócios